Adolescência – As arriscadas aventuras

Tempos depois… O ano é 2003. Reprovado na 6ª série por causa das faltas anteriormente relatadas, mudei de colégio. Fui estudar no Mascarenhas, outra escola municipal, desta vez, no Caju. Nesse tempo, ao contrário do que se pense, eu não curtia rap. Gostava mesmo de ouvir um Rock’n’roll do tipo Heavy Metal. Curtia altos sons de bandas como Iron Maiden, Metalllica, Audioslave e outros mais.

Nessa nova escola, conheci um mano – não vou dizer o nome do cara. Esse mano fumava uma maconha do caramba. Ele também curtia rock e metal, assim como eu. Nós que curtiamos rock, éramos chamados de malucos, doentes mentais, maconheiros e outros tipos de coisas mais. Diziam até que a gente não tomava banho, puro preconceito. Saiba você que o cara que curte rock toma banho, sim. Não é porque o cara curte rock que ele é drogado também.

No nosso caso, éramos bem loucos mesmo. Esse mano que conheci na escola logo me apresentou a uma galera que curtia andar de skate numa praça da quebrada. Me amarrei no lance e comecei a praticar este esporte, usando os skates dos brothers. Eu nem tinha grana para comprar skate na época.

Tudo aconteceu muito rápido, e logo, eu já fazia várias “viagens” e manobras com o skate. A gente circulava nas praças e pistas da cidade. Os lugares favoritos eram o Aterro do Flamengo e Estácio, próximo à estação de metrô de mesmo nome. Mas a gente dava muito rolê na quebrada também. A polícia dava altas duras na galera, pois, os manos curtiam fumar um bagulho para dar rolê. Anestesiava as quedas, tá ligado? (Risos).

Calma aí, galera, não virei maconheiro, aliás, nem todos do movimento eram maconheiros, que isso fique bem claro. Se não daqui à pouco vão sair dizendo que skatista é maconheiro e que fui eu quem ensinou isso.

Enquanto a maconha anestesiava alguns manos nas quedas, o que me anestesiava era o álcool. Tomava altas doses de cachaça, vinho, cerveja, etc. Ficava muito doido, caía e só sentia a dor no dia seguinte. (Risos).

Apesar de ter mudado de escola eu não parei de matar aula para dar rolê e fazer peripécias pela cidade. Estas tornaram-se cada vez mais perigosas. Para quem não sabe, os CD’s de heavy metal e black metal que a gente curtia, custavam (e ainda custam) muito caro. Na épocca um CD do Iron Maiden, por exemplo, custava noventa conto. O que nós, jovens da favela faríamos para ter um CD desses, original?

Depois de vários rolês pelas livrarias e lojas de CD’s em vários shopping centers do Rio, descobrimos uma maneira de furtar esses CD’s, burlando o sistema de segurança das lojas. Obtivemos sucesso na primeira e logo nos empolgamos. Esse é o maior erro dos ladrões: acham que pelo fato de ter dado certo na primeira vez, vai dar certo sempre. Um dia a casa cai, mano!

No nosso caso, fizemos várias vezes sem ser pegos, mas caímos em si para o risco evidente de nos ferrarmos feio. Paramos com essas coisas.

Voltando aos rolês de skate… Nesse lance da galera estar sempre na mesma praça várias noites da semana, andando de skate e curtindo, a gente percebeu a necessidade de montarmos a nossa própria pista de skate móvel, ali. Um dos brothers do movimento, era marceneiro, outro entendia de solda e por aí fluiu o projeto. Só tinha cara inteligente na parada.Não posso esquecer de falar das minas que tinham no movimento, né? Calma… Logo, logo eu falo.

Montamos a pista com corrimões, pequenas rampas e outros obstáculos. Ficou show, mas aí é que as quedas ficavam mais feias. Alguns quebravam ossos e outros se ralavam feio. Era o meu caso. Apesar das “fitas” erradas, foi boa essa fase, pois, aprendi muita coisa. Eu aprendi com os erros a ser um sujeito homem, mas tem gente que infelizmente só aprende quando tá na cova. Aí já era!

Meu povo, por hoje é só. Cola aqui amanhã que se não houver nenhum imprevisto financeiro ou temporal, estarei postando a parte 3 da adolescência, onde vou relatar o lance com as minas.

Rima do dia: “Quem me vê aqui cantando não imagina o que passei, não sabe o que eu passo, nem o quanto me ferrei”. [Petter MC]

Abçs,

em 25 de abril de 2010

@PetterMC

Anúncios

Véi, disserte sobre o assunto!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s