From Janela of the Busão


Você não tem noção do que pode ser visto da janela de um ônibus de uma metrópole. Mesmo sendo usuário do transporte coletivo diariamente, o morador da cidade deixa “passar batido” muitas coisas. É a rotina que esfria a relação entre o homem e a cidade.

Eu estava nessa vibe de deixar tudo passar despercebido. Até que eu acordei (litralmente) de um cochilo e pude ver através da janela do busão. Eu saí da Baixada Fluminense a caminho da Pavuna (extremo norte do Rio) onde pegaria o metrô rumo ao extremo sul da cidade. Duas horas e meia de viagem.

Por sorte o ônibus não estava tão lotado naquele horário e eu consegui um lugar para sentar, junto à janela. Foi “muito louco” ser “um louco” observando as coisas “bem loucas” que existem nessa “louca metrópole” chamada Grande Rio.

Alguém já reparou que a gente muda de cidade depois de atravessar um sinal? Sinistro a gente se dar conta disso. A conurbação urbana existente nas grande metrópoles, resulta nessa “parada” dos limites serem imaginários, e daí, as cidades não tem começo nem fim. Isso pode ser visto da janela do busão. Ou não!

O semáforo se torna uma espécie de conveção das classes sociais. De um lado, pessoas bem ou mal vestidas atravessando a rua apressadamente, na tentativa de não perder o seu compromisso, ou simplesmente, seguir o fluxo.

Por outro lado, homens e mulheres, crianças e adultos, tentam ganhar a vida trabalhando como vendedores âmbulantes. Vendem de tudo: de água mineral à pano de chão, de doce de banana à carregador de celular. Já fui vendedor âmbulante em em semáforo de Nova Iguaçu, sei bem como é.

Já o terceiro grupo, é formado por gente em carros importados, carros nacionais, ônibus (olha eu aí!), motocicletas e caminhões.

Existe um enorme preconceito – generalizado – por parte dos três referidos grupos.

Os que atravessam, reclamam dos motoristas que não respeitam o sinal vermelho; Os que vendem, reclamam também dos motoristas, pois estes, os chamam de vagabundos, ladrões e drogados; Os que dirigem, por sua vez, reclamam do assédio cometido pelos âmbulantes.

Todos conflitam com todos. Quem está certo afinal? Você anda de busão? O que consegue enxergar de diferente, através da janela?

Abs
@PetterMC
 

Anúncios

Véi, disserte sobre o assunto!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s