Crises [letra]

Lembra do último texto que publiquei? Nele eu falei sobre a minha crise artística existencial, certo? Então, esse barato deu uma inspiração louca e estou compondo uma nova letra. Dá uma conferida nessa viagem poética e depois me diz o que achou.

 

Crises
Quem sou eu? Que canta nessa porra de beat
O que sou eu? Questão que até merece repeat
Dinamite! O pavio é curto, sai da minha frente
Aaacredite! Vai ser melhor pra gente

Inconsciente! Onde foi que eu vim parar?
Minha própria mente tá querendo me matar
Tentando estrangular os pensamentos de poeta
Me fazendo tropeçar antes de alcançar a meta

Completa a corrida da vida
Sou atleta que corre com a alma erguida
Às vezes perdida nessa guerra interior
Outras vezes ferida por algo superior

Opressor que vejo diante de um espelho
Agressor furioso com os olhos vermelhos
O aparelho auditivo nem funciona direito
Só consigo escutar essas batidas no meu peito

Anúncios

Véi, disserte sobre o assunto!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s